28/04/2008

números?

Nas esquinas vejo vidas vitimadas de efeito
nas telas vejo vírus que sucumbem nosso direito
nas cifras vejo olhos que enganam com doçura
no sangue vejo tantos se perderem por astúcia
nos sonhos vejo mentira que vou acreditar
nos guetos vejo guerreiros preparados para lutar
nas viaturas vejo dores e outros alienados
nas escolas vejo flores, no entanto mal plantados
nas igrejas vejo vestes ignorância e maldição
nas janelas vejo frestas do que ja foi a Ilusão
nos mouses onde escrevo há contida energia,
na tela onde leio existe um mundo fantasia
nos livros, nas leituras, nos cadernos na caneta, sei que sou testemunha do ouro que não é riqueza
No espelho logo cedo, ví um ser inanimado, vi dor, vi desespero
dúvida e despreparo,  vi muita injustiça,vi baixa auto-estima,
no entanto vi um ego, vi orgulho força desdita;
ontem no travesseiro vi toda decepção
suor colou cabelo, azia,incompreensão,
vi insonia," vi" barulhos
sentimento em transição,
no lixo nos entulhos, vi minha inspiração..
respirei sangue pisado, e bebi gás nocivo
observei no embaraço um tom de altruísmo
mas de tarde, retomei todas as indagações,
rufei tambor capaz de negar abolições
ouvi vozes suaves, sorriso natural
crianças animadas, correndo num quintal
na casa da humildade, tive a constatação
vi força sem impasse, vi forte a pretensão
senti uma certeza e a fé imensurável
embora sejam presas, têm no peito auto amparo
são escolhidas a dedo para serem suicidas...
seguem o plano bem mal feito,
são muito instruídas
mas é fato inegável, a sua revolução
crianças são o estado de espírito evolução
os covardes ditadores gritam sonhos mastigados
falsos abolidores escravocratas magistrados
aceitem a consequência, são elas, sim Senhor
São elas em algema,com coração cheio de amor!

Um comentário:

bru.rico disse...

Gosto muito das suas palavras, gosto mesmo parabéns pra ti. Vou linkar teu blog no meu tanto pra quem não conhece quanto pra mim mesmo entrar mais rápido, beijão ae.
BrunoricO.